Projeto popular busca economia de R$ 300 milhões para a CLDF

Por OS Brasília15 de janeiro de 2018Comentar

Um projeto de iniciativa popular pode levar a uma economia de R$ 300 milhões na Câmara Legislativa do Distrito Federal em quatro anos. A proposta, apresentada pelo movimento ​Câmara + Barata​, será lançada nesta terça-feira (16), às 19h, no Museu da República, em evento aberto a toda a sociedade.

O projeto, coordenado inicialmente pelo Observatório Social de Brasília e pelo Instituto de Fiscalização e Controle (IFC), prevê reduzir as despesas da CLDF com verba indenizatória (recursos para cobrir gastos diversos, como locação de carros, serviços gráficos e consultorias), verba de gabinete (contratação de servidores para o gabinete parlamentar) e publicidade institucional.

Além disso, estabelece regras e procedimentos mais rígidos, para garantir maior transparência aos gastos e permitir maior controle tanto pelos órgãos competentes quanto pela sociedade.

Em 2017, estima-se que a CLDF tenha gastado R$ 7,3 milhões em verba indenizatória e R$ 72 milhões em verba de gabinete. O orçamento previsto para publicidade institucional era de R$ 26 milhões. Os valores são maiores que os registrados em outras Assembleias Legislativas e nas duas casas do Congresso Nacional.

A proposta nasce com apoio de diversos cidadãos e entidades, inclusive do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), organizador da iniciativa da Lei da Ficha Limpa.

A fundamentação técnica completa, bem como outros detalhes da campanha, serão apresentados no evento do dia 16.