Encontro Nacional dos Observatórios discute eficiência da gestão pública

Por OS Brasília26 de março de 2015Comentar
6º Encontro Nacional dos Observatórios Sociais

Teve início nesta quinta-feira (26), em Brasília, o 6º Encontro Nacional dos Observatórios Sociais, que tem como tema a eficiência da gestão pública. O evento segue até sábado (28). Participam do encontro representantes de 52 Observatórios, de 15 estados, além de órgãos de controle, prefeitos e apoiadores, entre outros interessados na causa do controle social.

Na abertura, o presidente da rede nacional de Observatórios, Ater Cristofoli, ressaltou que, idealmente, uma mudança significativa do país deveria se basear num projeto de educação de qualidade de no mínimo 20 anos. Como isso não ocorre, explicou, a atuação dos Observatórios Sociais torna-se muito importante, para promover a cidadania e proteger os recursos públicos.

A mesa de abertura também teve a participação da secretária de Prevenção da Corrupção da Controladoria-Geral da União (CGU), Patrícia Audi; do presidente da Ajufe, Antônio César Bochenek; do vice-presidente de Desenvolvimento Profissional e Institucional do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) Zulmir Ivânio Breda; do gerente de Políticas Públicas do Sebrae, Bruno Quick; do diretor de Defesa da Justiça Fiscal e da Seguridade Social do Sindifisco, César Araújo Ramos; do diretor-geral do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS), Vantuir Pereira Nunes; do vice-presidente da Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (Anabb), Douglas Scortegagna; do coordenador do programa Cidades Sustentáveis, Maurício Broinizi; e da gerente do Instituto de Desenvolvimento Econômico Social de Fronteira (Idesf), Vanessa Miranda.

Todos destacaram a necessidade do desenvolvimento de uma nova cultura de ética e respeito pela coletividade. Também lembraram que os órgãos de controle e o Poder Judiciário não têm capacidade para deter os desvios, o que aumenta a importância do controle social exercido por entidades como os Observatórios Sociais, movidos principalmente pela colaboração de voluntários.

Parcerias

Foram firmados na cerimônia um protocolo de intenções com o Cidades Sustentáveis, para a divulgação do programa nas cidades que contam com Observatórios Sociais, e um termo de cooperação com o Idesf, para a cooperação técnico-científica entre as duas entidades.

Também foi formalizado no evento o apoio financeiro da Anabb ao Observatório Social de Brasília. Assinaram o termo de cooperação o presidente do OS Brasília, Antonio Barros, e o presidente da Anabb, Sergio Riede.

Programação

Após a cerimônia de abertura, foram realizados os dois primeiros painéis do encontro, sobre eficiência da gestão municipal e ferramentas para eficiência das compras públicas.

Nesta sexta, o encontro segue com painéis sobre a Lei da Empresa Limpa (Lei 12.846/2013); status da educação no Brasil; propostas de leis de prevenção à corrupção; parcerias estratégicas para o controle social; e boas práticas dos Observatórios Sociais.

No sábado, será realizada a Assembleia Geral Ordinária da rede de Observatórios Sociais e outros debates entre os representantes dos OSs.

Mais detalhes sobre o 6º Encontro Nacional dos Observatórios Nacionais no site do evento.